quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Fim-de-semana sem Filhos

[Informa-se que este post é um post para chorar e para rir, sem grandes lamechices mas com muito amor]

Este fim-de-semana lá vai o puto de mochila ao ombro para passar longe da mama galinha!
Como qualquer galinha que se preze, esta também enche o miudo até as orelhas de casacos e gorros e de mimos muitos mimos!
Mais a mochila bem recheada para 2/3 semanas com a justificação de que nunca nada é de mais e pode fazer falta para o "pintainho" ficar quentinho.
E pronto lá vai ele...de mão no ar a dizer "adeus" e a espalhar beijocas por todo lado menos para a figura que paira na janela de lagrima no olho.

E para que serve então um fim-de-semana sem filhos?
[hum...não sendo um facto estudado nem uma ciência exacta...atrevo-me a divagar]

Pois serve para arrumar os brinquedos sempre espalhados pelo quarto,
para por a converssa em dia on-line ou até mesmo on-phone,
Serve para tomar um banho de imersão a tanto esperado e para ir "arrancando" um pelinho aqui e outro ali,
Serve para nos pormos bonitas e cheirosas mesmo que a seguir seja para vestir o pijama e enrroscarmo-nos no sofá com um pacote de lenços.
Serve para lembrar os tempos em que o puto não ia de fim-de-semana, nem de mala ao ombro!
Serve para pensar no que fazer no dia seguinte e no outro depois enquanto as saudades apertam e olhamos para as horas e ainda só sairam a 2 horas de casa!
[Será cedo para ligar?]
Para saber se o miudo já fez a fita diaria e se já tem saudades da Galinha-mãe?
Bem no fundo sabe sempre bem aqueles minutinhos preciosos só nossos que deixamos de ter desde que fomos mães, mas por outro lado, aperta-nos o coração saber que eles estão longe mesmo que bem!
É natural e até nos habituarmos levamos praticamente uns...20 anos!?!
Mas depois chega a hora de o ir buscar, de o ver radiante e com tantas novidades que parece não terem saido afinal de casa.
E começa mais uma semana agitada em que me dou conta de "desejar só um minuto meu"...arrependo-me logo a seguir!!!
É o que dá ser mãe-galinha!
E eu que dizia nunca vir a ser uma dessas especies raras?!?!
Lição nº 4574587 : "nunca digas nunca"!

[Só para o caso de ainda não terem percebido estou livre este fim-de-semana por isso ofereço-me para passear por ai com as amigas]

Bjokas Fip@s

5 comentários:

Ana Guida disse...

fazes bem em sair com as amigas...o tempo passa mais depressa...imagino k custe...bjs*

Sofia,Pedro e Joana disse...

Adorei este post!As coisas que podemos fazer são muitas mas as saudades são maiores ainda!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

Vera - agarraavida.blogspot.com disse...

Agradaram-me as palavras... fiquei a pensar que realmente também achava que um dia quando fosse mãe iria ser "diferente" e que não me custaria deixar o meu filho com amigos ou familiares... onde andava eu com a cabeça???
Beijinhos grandes e quando a saudade apertar lembra-te do sorriso, abraço e beijo quando o teu filhote regressar.

Liliana disse...

E de certeza que vais arranjar companhia, se não estivesse cá em cima convidava-te!!!

Mil beijinhos grandes e um bom fim de semana...

Sónia e MI disse...

Nunca tive de passar por isso, espero que tão depressa não aconteça...só de estar 9 horas sem ela, quando trabalho, já me custam, imagino o que seja um fim-de-semana.

beijo de mãe :)